Love Brand: como conquistar o público com estratégias digitais?

  
Com mais de dois milhões de seguidores em sua fan page, três milhões de pessoas alcançadas com publicações e série de vídeos no YouTube com mais de cinco milhões de visualizações, a gerente de produtos da Buscofem, Michelle Machado, mostrou como a empresa se tornou uma love brand na categoria de medicamentos contra cólica menstrual. A executiva apresentou estratégias adotadas pela empresa nas redes sociais para fidelizar público e resultados da marca, durante o evento Mulheres Digitais, realizado no sábado, 10, na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo.
Michelle disse que o primeiro passo para ser uma love brand é definir o público. “A essência feminina é inspiradora. As mulheres são heroínas capazes de tudo. Porém, elas não são todas iguais. Então, se não segmentarmos, não funciona”, afirmou. Assim, a marca explora diversos territórios – com conteúdos voltados para mulheres de diferentes idades – utilizando linguagem única para cada grupo e formas de engajamento.

A executiva afirmou que o objetivo de Buscofem – além de vender – é ser referência da categoria em todos os canais do território digital. Para alcançar o público com conteúdo na web, a marca criou as editorias ‘Eu amo minha best’, ‘Batalha de looks’, ‘Efeito rápido de Buscofem’, ‘Como eu me sinto quando’, ‘Não sinto cólica’, ‘Indiretas da TPM’ e ‘Fatos na TPM’.

Por meio da fan page, o Buscofem busca ter a resposta certa para cada tipo de interação. “A consumidora precisa saber que a marca está ali para ouvi-la. Portanto, respondemos a maioria dos comentários, seja crítica, elogio ou apenas um simples ‘bom dia’”, disse Michelle.

Além disso, a companhia procura linguagem ideal para cada mídia em que está presente. Por exemplo, no Instagram mais de quatro mil seguidoras têm acesso ao conteúdo publicado, diretamente na timeline, sem patrocínio de post. A gerente contou que quando a marca resolveu incluir a plataforma em sua lista de perfis já existia a hashtag #Buscofem por iniciativa das próprias consumidoras. Bastou, então, adequar as publicações para o público daquela rede social.

Outra iniciativa da marca foi criar o aplicativo Sai Cólica. Com objetivo de auxiliar as consumidoras, o app oferece serviço de calendário menstrual, com informações sobre ciclo, como prováveis dias de tensão pré-menstrual e prováveis dias de menstruação. Além disso, a ferramenta apresenta opções de entretenimento, com jogos para as mulheres esquecerem as cólicas durante a TPM.

“Faça o que já existe, de forma diferente. Quando criamos o aplicativo, já existiam cerca de 18 outros com a mesma temática. Resolvemos colocar os jogos e criar o calendário ciclo-controle personalizado. É possível inovar no básico, tudo depende de onde você quer chegar”, finalizou Michelle.

*Via Portal Comunique-se

*Com edição e supervisão de Anderson Scardoelli.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s