Estratégia para atingir o topo do funil de vendas 

Estratégia para atingir o topo do funil de vendas
 

 Já foi falado aqui que utilizamos a técnica do funil de vendas para conseguir engajar o público alvo é levá-lo para uma possível compra.

Além disso, comentamos que o funil de vendas é dividido em fases, sendo o topo do funil o primeiro contato de sua marca com seus clientes. Muitos desses “clientes” nem conhecem sua marca ainda e podem ter sido atraídos por algum conteúdo ou através de impulsionamento ou anúncio. O fato é esse público não está pronto para receber informações comerciais ou muita propaganda. Esse público está buscando se aprofundar em um assunto, tirar dúvidas sobre algo ou ter a solução de algum problema.  

Dessa forma a melhor estratégia de conteúdo para atingir o público que está no topo do funil de venda é ter uma linguagem fácil, de fácil compreensão e entendimento. Isso porque tem muitas pessoas que podem estar ali por acaso e precisam ser cativadas ou nunca se tornarão leads e em seguida clientes.

Como é um primeiro contato, todo o conteúdo para esse público deve ser simples. Não exagere e nem aprofunde muito para não confundir seu público. Seja simples! Menos é mais! Você está começando a construir uma relação!

Não use propagandas ou conteúdo comerciais. Esse público não está interagindo com você por causa da sua marca nesse primeiro momento, mas pelo conteúdo útil que você disponibiliza. Não force a barra!

E por fim, use e abuse de conteúdo de qualidade, redes sociais e do blog corporativo. Com dedicação e qualidade, logo você irá direcionar seu público a segunda fase do funil de vendas.

A importância do Google+ para empresas 

  
Muitas pessoas ignoram a importância do Google+ para empresas e acabam investindo apenas no facebook e Instagram. 

Acontece que, mesmo não sendo tão popular quanto às redes sociais já citadas, o Google+ ajuda na otimização do site do cliente nas buscas do Google. 

Isso porque o Google+, por ser a rede social do Google, conversa diretamente com o robozinhos que ajudam a posicionar um site nas buscas. 

Além disso, o também chamado de Google Plus não é apenas uma rede social – é sim parte de uma plataforma social poderosa que integra os principais recursos do Google, como o Youtube, Google Drive, o Hangouts, o Gmail e muito mais.

Em segundo lugar, o Google+ está em segundo lugar de rede social com mais interações, atrás apenas do facebook e apresenta comunidades muito interessantes e engajadas. Basta saber interagir com essas comunidades de forma eficiente e cativar seu público alvo nessa rede. 

DeCastro 6 anos: o céu não é o limite

  
Em novembro, a DeCastro comemora seis anos de vida e para comemorar essas data tão especial e significativa nós trazemos uma entrevista com a diretora da empresa, Lia Castro.

1- No primeiro ano da DeCastro, qual era o seu principal desafio?
No primeiro ano da DeCastro o principal desafio era fazer com que uma cidade do interior, como Piracicaba, com empresários que estavam acostumados a usar a mídia de uma forma muito tradicional, entendesse como funciona uma assessoria de impresa e os resultados que ela poderia trazer. Então, nosso desafio inicial foi inserir a cultura de assessoria de imprensa entre os empresários da cidade, o que foi facilmente realizado, através de cases de sucesso dos nossos resultados. Aos poucos, as empresas puderam visualizar o quanto a assessoria poderia trazer de visibilidade, abrangência, consolidação no público desejado e construção da imagem da marca.
2- De lá pra cá, esse cenário mudou ou as barreiras ainda são as mesmas?
Não, esse cenário inicial mudou e hoje nós temos novas barreiras. Na verdade, o cenário mudou e a DeCastro também mudou. O que a gente vive hoje na parte de mídias foi obtido através de uma construção.

Temos três principais desafios na DeCastro. O primeiro é conseguir conciliar todas as novidades que surgem diariamente no âmbito do marketing digital e das redes sociais com a comunicação tradicional, que ainda é eficiente, que ainda deve ser feita. O segundo desafio, que a gente se coloca todos os dias, é trabalhar com o máximo de qualidade e transparência com o cliente. O cliente, quando contrata a DeCastro, tem a certeza de que está contratando uma empresa que vai entregar o que tem de mais novo, de mais correto, com transparência em relação aos resultados, com maior qualidade no conteúdo, tecnologia e criatividade no mercado. E o último desafio é a gente fazer tudo isso, pensar no retorno para o cliente, e apesar de ter um trabalho que tem uma demanda gigante todos os dias, continuar fazendo isso com muito amor, com muita paixão pelo que a gente faz.
3- Depois de 6 anos, o que você espera para o futuro da empresa?
Nós conseguimos bastante coisa durante esses 6 anos. A empresa deixou de ser uma empresa local e hoje ela atende clientes dos mais diversos lugares do país. Temos, além da unidade de Piracicaba, nossa sede, profissionais e unidades em Sorocaba e em Itapetininga, e a intenção é que a gente consiga colocar novas unidades em outros lugares do país, já que nós já temos clientes nessas outras cidades. Nosso trabalho, por ser a maior parte digital, não exige que estejamos presencialmente todos os dias com o cliente e, por isso, podemos atender empresas de todo o Brasil, sem nos importarmos com a distância. O principal entre os nossos objetivos é a comunicação. É conseguir alcançar os objetivos e os resultados para os nossos clientes através de soluções de comunicação. Com isso, a nossa expectativa é crescer e ajudar cada vez mais empresas nesse sentido.
4- Você acha que nesses 6 anos o reconhecimento, a visibilidade e a importância das mídias sociais e marketing de conteúdo para as marcas e empresas mudou?
O grande avanço do reconhecimento da importância das mídias sociais é que agora elas estão intimamente ligadas ao marketing de conteúdo. As pessoas conseguem entender que as redes sociais não foram feitas para serem usadas como outdoor, como uma exposição de produtos ou como vitrine. Elas já conseguem identificar que as redes sociais tem que ser trabalhadas com conteúdo dirigido, conteúdo de interesse para o seu público alvo e que faça com que o seu público seja um defensor da sua marca e esteja sendo direcionado dia a dia para uma possível compra. 

A partir do momento que as pessoas começaram a entender como usar o marketing de conteúdo dentro da gestão de redes sociais a possibilidade de venda através delas ficou mais clara. Então muitas pessoas que antes usavam o discurso de que as mídias são úteis apenas para exposição da marca e que ninguém vende através delas, hoje, através do marketing de conteúdo, entendem que não é assim. 

Hoje as redes sociais são usadas de fato para consolidação da marca, para penetração no público alvo, para vendas, para construção de uma imagem, tornando possível, através dessas duas ferramentas unidas, atingir o consumidor como um todo, solucionando seus problemas e exaltando os diferencias da marca. 

As grandes marcas puxam as tendências quando se fala em redes sociais e o que está se vendo hoje é uma interligação entre as mais diversas plataformas de redes sociais para fortalecer a marca. Então, dizer que quer ter só o Facebook ou só o Instagram não faz muito sentido sem que você tenha um argumento que se baseie em mensuração e monitoramento. O fato é que com as métricas não há mais espaço para o achismo, o que é muito bom, pois se torna uma forma de divulgação mais exata e certeira.

 

 

Marketing de conteúdo como marketing pessoal

Ficou confuso esse título? Mas é isso mesmo! Para conseguir os resultados tão esperados pelo marketing pessoal é necessário usar técnicas e estratégias de marketing de conteúdo. 

  
Funciona da seguinte forma: se você é um profissional liberal ou autônomo, você precisa agregar valor ao seu nome, que é sua marca, sua imagem pessoal. 

Quando conseguir que as pessoas vejam valor em você, elas irão te considerar uma autoridade no assunto, um formador de opinião. Esse é o grande objetivo do marketing pessoal. 

Mas como conseguir isso? 

Veja algumas dicas práticas:

– Crie uma imagem a ser divulgada! Quem é você no oceano de profissionais da sua área? Qual é seu estilo pessoal? Seus diferenciais? O que o faz especial? Descubra-se. 

– Seja um líder. Não seja invasivo e não abuse da publicidade. Estamos falando de marketing e não de publicidade! Seja um líder que causa admiração. Seja um exemplo a ser seguido! 

– Resolva problemas. Crie conteúdos que solucione problemas. Disponibilize conteúdo útil para seus leitores e torne-se necessário. 

– Crie valor! Fazer a lição de casa e escrever conteúdo e postar não é o suficiente. Faça conteúdo relevante para seu público alvo, para isso, entenda o que esse público precisa. 

A DeCastro tem experiência em marketing de conteúdo para marketing pessoal e já criou valor para dezenas de imagens pessoais. Grandes nomes que se tornaram nosso portfólio. 

Quer conhecer é saber mais?! Entre em contato: contato@decastroassessoria.com.br 

Love Brand: como conquistar o público com estratégias digitais?

  
Com mais de dois milhões de seguidores em sua fan page, três milhões de pessoas alcançadas com publicações e série de vídeos no YouTube com mais de cinco milhões de visualizações, a gerente de produtos da Buscofem, Michelle Machado, mostrou como a empresa se tornou uma love brand na categoria de medicamentos contra cólica menstrual. A executiva apresentou estratégias adotadas pela empresa nas redes sociais para fidelizar público e resultados da marca, durante o evento Mulheres Digitais, realizado no sábado, 10, na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo.
Michelle disse que o primeiro passo para ser uma love brand é definir o público. “A essência feminina é inspiradora. As mulheres são heroínas capazes de tudo. Porém, elas não são todas iguais. Então, se não segmentarmos, não funciona”, afirmou. Assim, a marca explora diversos territórios – com conteúdos voltados para mulheres de diferentes idades – utilizando linguagem única para cada grupo e formas de engajamento.

A executiva afirmou que o objetivo de Buscofem – além de vender – é ser referência da categoria em todos os canais do território digital. Para alcançar o público com conteúdo na web, a marca criou as editorias ‘Eu amo minha best’, ‘Batalha de looks’, ‘Efeito rápido de Buscofem’, ‘Como eu me sinto quando’, ‘Não sinto cólica’, ‘Indiretas da TPM’ e ‘Fatos na TPM’.

Por meio da fan page, o Buscofem busca ter a resposta certa para cada tipo de interação. “A consumidora precisa saber que a marca está ali para ouvi-la. Portanto, respondemos a maioria dos comentários, seja crítica, elogio ou apenas um simples ‘bom dia’”, disse Michelle.

Além disso, a companhia procura linguagem ideal para cada mídia em que está presente. Por exemplo, no Instagram mais de quatro mil seguidoras têm acesso ao conteúdo publicado, diretamente na timeline, sem patrocínio de post. A gerente contou que quando a marca resolveu incluir a plataforma em sua lista de perfis já existia a hashtag #Buscofem por iniciativa das próprias consumidoras. Bastou, então, adequar as publicações para o público daquela rede social.

Outra iniciativa da marca foi criar o aplicativo Sai Cólica. Com objetivo de auxiliar as consumidoras, o app oferece serviço de calendário menstrual, com informações sobre ciclo, como prováveis dias de tensão pré-menstrual e prováveis dias de menstruação. Além disso, a ferramenta apresenta opções de entretenimento, com jogos para as mulheres esquecerem as cólicas durante a TPM.

“Faça o que já existe, de forma diferente. Quando criamos o aplicativo, já existiam cerca de 18 outros com a mesma temática. Resolvemos colocar os jogos e criar o calendário ciclo-controle personalizado. É possível inovar no básico, tudo depende de onde você quer chegar”, finalizou Michelle.

*Via Portal Comunique-se

*Com edição e supervisão de Anderson Scardoelli.

2015 ainda não acabou! Ainda dá tempo! 

  
Se você pensa em se arrastar até o final do ano achando que, com a virada, uma nova esperança de bons negócios também irá chegar, você está fazendo isso errado! 

Se você tem uma estratégia de gestão de conteúdo nas redes sociais, este finalzinho de ano é o momento ideal para que você faça o famoso “calo to action”. 

Essa expressão significa “chamada para ação”, ou seja, é o último passo do funil de vendas, que direciona o consumidor para a compra. 

Este ano, ainda temos Black Friday, confraternizações nas empresas, amigo secreto, Natal, ano novo, férias escolares, décimo terceiro, entre outros. 

Então, se você ainda não pensou no seu “call to action”, ainda dá tempo, mas corra! Com conteúdo útil e sem ser invasivo, você consegue cativar seu público e direciona-li a ação. 

O que são os leads e como eles podem ajudar meu negócio? 


A geração de leads é uma estratégia fundamental e poderosa no planejamento de marketing digital.

Os leads não são nada mais do que possíveis clientes ou os clientes em potencial. Pessoas interessadas em seu negócio, que com alguma estratégia, podem ser convertidas em clientes.

Gerar leads é o proçesso de uma empresa para adquirir novos clientes, seja através de uma lista de nomes, de e-mails, telefones, entre outros.

Todas as vezes que o usuário preenche um formulário para baixar um material gratuito, como um ebook, ou quando coloca o e-mail para conseguir um cupom de desconto ou quando preenche um formulário no seu site para receber ofertas, ele está fornecendo informações para o mailing ou banco de dados da sua empresa. E por ele ter demonstrado interesse, ele é um lead.

O consumidor funciona da seguinte forma: como foi ele quem forneceu os dados e na cabeça dele foi ele quem buscou pela empresa (ele desconsidera toda estratégia de mkt de conteúdo que o fez chegar até ali), então fica acessível para novos contatos com sua empresa.

Dessa forma, com um lead qualificado, você pode criar estratégias de conversão.

Bom proveito!!!